poesia

  • Ventos e Velas

    Submitted by gfraenkel on Tue, 19/06/2018 - 14:16
    ventos e velas (19/06/2018) Relaxada, saturou-se pelo vento. Dobrou-se fazendo barriga... Sem amarras, Deslizaram livres pelo espelho. Toada de humana revoada! Partiram sem olhar para trás... Singrarão mistérios; Viverão sob o céu estrelado! Segue o menino e seu barco; libertos por ondas criativas... Ganharão o infinito! Ouvem aos anjos sonhadores… (Guilherme Fraenkel) foto Blowing Dendelion de Terri Heisele em freeimages.com
  • Manhã de Domingo

    Submitted by gfraenkel on Mon, 18/06/2018 - 09:12
    Manhãs de domingo (18/06/2018) Flagrante fragrância tomou-me a razão! O clima de cores aveludadas encheu meu destino. Sinfonias de vidas cruzaram o ar com toque de superação. Alegrias que nunca declino... Histórias de luminosa construção, Jogos e muita emoção! Amizade que brota do chão como rio em construção. A alegria conclamava lugar certo! Corações na multidão riram em manhã radiante. Passando adiante sempre recebemos um novo montante. (Guilherme Fraenkel)
  • Futuro!

    Submitted by gfraenkel on Fri, 15/06/2018 - 09:29
    Futuro! ​​​​​​​(15/06/2018) Tempo intrigante! Nada concretiza! Não deixa registros... Canta o desejo. Arpejo do sonhador, Catalizador do presente imperfeito. É Ideário do insatisfeito; Invenção que evita a inação; Carta de intenção que congrega multidões... Mas é obra de homem presente! Sussurra teus versos em minha alma! Instila a mudança para que eu encha os olhos... Quero ser humano alado! Apaixonado voador que persegue o horizonte... Quero cantar meus sonhos; Compartilhar visões; Viver o presente inovador! (Guilherme Fraenkel)
  • Lastro

    Submitted by gfraenkel on Thu, 14/06/2018 - 08:55
    Lastro (14/06/2018) Nos porões vive minha história. Vitórias e derrotas, Conquistas e desistências. Dia e noite recitados em prosa e verso. Monumento à essência. Relatos e retratos; Sonhos e esperanças. Recitam o canto do vir a ser. Decretam o futuro. Comprovam o propósito! Retórica do infinito! É oratória transcendente... Revela a beleza do que é e será Fomenta sem banimento. Fixa no firmamento. É autoridade herdada; Dinâmica espiritual de divinal procedência. (Guilherme Fraenkel)